Quarta-feira, 10 de Maio de 2006

O Meu Coração

 

 

Se o meu coração falasse,

Seria como um amigo

Por muito que suspirasse,

Andava sempre comigo…

 

 

Não tínhamos segredos

Nem nada escondíamos

Contava-lhe os meus medos

E nunca nos perdíamos.

 

E quando o meu coração falava

Escutava-o com atenção

E com ele partilhava

Toda a minha satisfação.

 

E este é o final

De um poema bem pensado

Mas o meu coração banal,

Tem de ser muito bem tratado!!

 

Filipa Cameirinha

 

 

publicado por ML às 09:32

| comentar
14 comentários:
De Catarina Vilar a 10 de Maio de 2006 às 18:25
Está muito original e bonito!!!!
Podiam colocar mais poemas destes no vosso blog.
Eu adoro poesia e já tirei uma cópia.

Adeus e beijinhos para todos da...

C@t@r!n@ V!l@r
De Prof. a 10 de Maio de 2006 às 19:23
Obrigada Catarina. Espero que tenhas lido a resposta ao teu comentário no primeiro artigo da página. Já agora, gostaste deste novo visual da página??? Espero que seja definitivo...resta saber se agrada à maioria. Volta sempre!
De Catarina Vilar a 12 de Maio de 2006 às 21:44
Olá, hoje vim mais tarde, mas o que interessa é que não perco um dia sem vir a esta página!! Só quando tenho coisas para estudar ou tenho trabalhos atrasados é que a minha mãe não me deixa vir...
O poema está excelente, podiam pôr mais poemas destes, ou de outro tema...
A página está óptima, Parabéns pelo óptimo trabalho. Só a minha escola é que não tem ideias brilhantes como criar uma página para cada turma, fica giro, porque permite mostrar os trabalhos de cada aluno. Esta turma podia mostrar mais o seu valor, porque com so textos que estão publicados dá para ver que a turma tem muito potencial e é boa.
Bom, agora vou ver mais sites giros que dÊ pa me divertir...

Adeus e beijinhos para todos da...

C@t@r!n@ V!l@r

Comentar post

.Junho 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Pesquisar neste blog

 

Simple Plan
How Could This Happen To Me
by Unknown

I open my eyes
I try to see but i’m blinded by the white light.
I can’t remember how
I can’t remember why
I’m lying here tonight
And i can’t stand the pain
And i can’t make it go away
No i can’t stand the pain

Chorus
How could this happen to me
I’ve made my mistakes
Got nowhere to run
The night goes on as i’m fading away
I'm sick of this life
I just want to scream
How could this happen to me

Everybody’s screaming
I try to make a sound but no one hears me
I’m slipping off the edge
I’m hanging by a thread
I want to start this over again
So i try to hold
On to a time when
Nothing mattered
And i can’t explain
What happened and i can’t erase the things that i’ve done
No i can’t

Chorus
How could this happen to me
I’ve made my mistakes
Got nowhere to run
The night goes on as i’m fading away
I’m sick of this life
I just want to scream
How could this happen to me

 

.Outras páginas escritas por nós...

.Arquivos

. Junho 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

.Tags

. amor

. calor

. céu

. coração

. emoção

. estrelas

. eu

. fosse

. memória

. minto

. mulher

. palavras

. pintar

. poema

. poeta

. se

. transformava

. todas as tags

.subscrever feeds